Quem somos

 

A DUM Cervejaria nasceu de forma caseira, tendo como objetivo a autossuficiência e agora inicia uma nova jornada. Recompensando aqueles que tiveram paciência em esperar esse dia chegar. Lançando nossas cervejas no nosso terceiro aniversário e esperando estar em breve em todo o território nacional e quem sabe fora do Brasil.

Julio Amorim Moutinho

Engenheiro da computação, especialista em gestão de projetos e administração de empresas, descobriu o universo das cervejas artesanais quando foi passar as férias de 2010 na casa do Murilo e do Marco em Floripa.

Luiz Felipe Camargo Araujo

Cineasta, enveredou para o mundo das cervejas com uma Weizenbock, acompanhou o surgimento da Opus registrando em vídeo e desde então segue buscando transmitir em imagens as doideras da DUM.

Murilo Henrique Marecki Foltran

Engenheiro da Computação, aprendeu fazer cerveja em Florianópolis na saudosa Opus com seu amigo Marco Zimmermann que muito o ensinou durante as muitas brassagens, e lavações, na cervejaria caseira deles.


Abril/2016

Lançamos a Petroleum Baunilha em garrafa.

Março/2017

Participamos do Festival Brasileiro da Cerveja 2017.
Ganhamos medalha de prata com a Session Porter feita em parceria com o Mestre-Cervejeiro.com na categoria Session Beer.

Julho/2016

O DUM DAY VI aconteceu no Museu Oscar Niemeyer e teve 2000 pessoas.

Março/2016

Participamos do Festival Brasileiro da Cerveja 2016.
Ganhamos medalha de ouro com a Petroleum na categoria British Imperial Stout.

Outubro/2015

Realizamos a primeira edição da Segunda sem lei na GaudenBier.
Participamos do 1º Brasília BEER meeting.

Setembro/2015

Promovemos o jantar harmonizado DUM no Coletivo Alimentar.

Julho/2015

Comemoramos o 5º ano no DUM DAY V. A festa foi realizada no Museu Oscar Niemeyer e contou com a incrível marca de 10 Petroleums e mais de 70 rótulos
Tap takeover no Bento (Rio de Janeiro/RJ).

Junho/2015

Participamos do Food Park CWB.
Fizemos parte do Parada Truck.

Maio/2015

Participamos da South Beer Cup 2015 em Mar del Plata. Ganhamos uma medalha de ouro com a Grand Cru na categoria Tripel, uma medalha de prata com a Petroleum Castanheira e outra de prata com a cerveja feita para comemorar os 10 anos de aniversário do Mestre-Cervejeiro.com

Março/2015

Participamos do Festival Brasileiro da Cerveja 2015. Ganhamos uma medalha de bronze com a Grand Cru na categoria Tripel.

Novembro/2014

Participamos do Wikibier e do 1º Festival da Cerveja de Londrina.

Agosto/2014

Participamos do 2º Festival da Cerveja de Cascavel.

Julho/2014

Lançamos a Karel IV (quarto rótulo da DUM) no DUM DAY IV. Compareceram na festa mais de 1.500 pessoas, sendo consumidos mais de 3.400 litros de cerveja de mais de 70 rótulos diferentes de mais de 30 cervejas amigas e mais de 2.000 refeições.

Junho/2014

A Beer Maniacs passa a ser a nova distribuidora das nossas cervejas.

Maio/2014

O projeto do Petroleum é nosso é aprovado no Catarse. Os trabalhos para o filme começam.
Participamos da Virada Cultural em SP.

Março/2014

Lançamos a Grand Cru no Festival Nacional da Cerveja em Blumenau.
Ganhamos a medalha de prata com a Petroleum produzida na Gauden Bier na categoria Americam Imperial Stout, não houve ouro na categoria.
A Wäls Petroleum ganhou bronze nessa mesma categoria.
Lançamos o projeto no Catarse para financiamento do filme Petroleum é nosso.
Participamos do Brasil a la Carte.

Janeiro/2014

A Jan Kubis foi a cerveja lager mais lembrada na enquete produzida pelo jornalista Roberto Fonseca, no blog Melhores de 2013.
Produzimos a Grand Cru na Gauden Bier para lançar no Festival Nacional da Cerveja em Blumenau.

Novembro/2013

Lançamos as nossas cervejas oficialmente em São Paulo no Empório Alto dos Pinheiros. Também foram lançadas as cervejas dos nossos parceiros na Liga das Cervejas Extraordinárias, são elas: Morada Companhia Etílica, Cerveja Tormenta, F#%*ing Beer e Cerveja Pagan.

Outubro/2013

Levamos Petroleum para a Festa de Premiação do II Concurso Paranaense de Cerveja Feita em Casa e a missão dos participantes foi cumprida com louvor, o barril foi finalizado com honra.

Setembro/2013

Participamos da Setembeer Fest, realizada em Londrina/PR pela PROCERVA. Foi bem divertido e muitas novas pessoas descobriram os novos sabores e aromas que a cerveja artesanal proporciona.

Agosto/2013

Fomos a Cascavel participar do I Festival de Cervejas Especiais, levamos Petroleum que acabou rapido, o pessoal estava sedendo pelo ouro negro.
Participamos da feira Mundo Gastronomico com as outras cervejas da PROCERVA realizado no pavilhão de exposições do Parque Barigui.
Fizemos o lançamento das nossas cervejas no Boteco Colarinho no Rio de Janeiro.

Julho/2013

DUM DAY III, nosso terceiro aniversário com o lançamento de duas de nossas cervejas em escala comercial: Petroleum e Jan Kubis.

Junho/2013

Visando ter uma cerveja mais leve do que a Petroleum, fizemos o primeiro lote de Jan Kubis que também estreiou no DUM DAY III.

Maio/2013

Nossos registros foram aprovados para produzir na Gauden Bier.
Com os registros na mão, partimos para o desafio das panelas de 2500 litros da Gauden Bier e produzimos a primeira Petroleum lá para lançar no DUM DAY III.

Março/2013

Fomos a cerveja mais lembrada pela segunda vez na enquete do Roberto Fonseca no caderno Paladar no jornal Estado de São Paulo. Um fato que nos deixou muito orgulhosos, pois muita coisa tinha mudado no cenário nacional, mas as pessoas não esqueceram do liquido negro que não deixa a luz atravessá-lo.
Fomos ao Festival Nacional da Cerveja e levamos a Petroleum para a degustação caseira que aconteceu do lado de fora dos pavilhões. Além de rever os amigos e fazer novos.

Outubro/2012

Demos entrada nos registros no MAPA pela Gauden Bier para produzir as nossas cervejas lá. Os estoques de Wäls Petroleum não param nas prateleiras, então abrimos uma nova frente para tentar matar a sede do povo brasileiro.

Agosto/2012

Fizemos uma comparação entre a Wäls Petroleum e a versão caseira no site Mestre-Cervejeiro.com. Falamos dos planos de abrir um brewpub em Curitiba, que infelizmente não era viável na época por diversos motivos que fugiam da nossa alçada.

Julho/2012

No nosso segundo aniversário, nos preparamos melhor e fizemos o DUM DAY II em parceria com o Hop’n Roll. Fizemos um evento para 450 pessoas com mais de 40 rótulos. Consolidamos o nosso aniversário no calendário cervejeiro curitibano como uma festa de cervejas raras e com muita alegria e diversão.

Junho/2012

Fomos para o VII Concurso Nacional das ACervAs em Piracicaba. Lá conhecemos o John Palmer, autor do livro How to Brew, que tomou a Petroleum e gostou bastante também. Ele foi mais um a incentivar-nos a pensar em produzir as nossas receitas em escala comercial. Também ganhamos uma medalha de bronze na categoria Russian Imperial Stout com a versão caseira, obtendo as notas 43, 41 e 37. Foi um alivio para a gente, pois eramos o alvo a ser batido.

Maio/2012

Saiu numa matéria da revista VIP a Wäls Petroleum, consolidando a lenda formada em torno dessa nossa receita.
Fomos para o aniversário de 3 anos do Pão e Cerveja na Praça dos Quatro Elementos em Nova Lima, na região metropolitana de Belo Horizonte. Participamos ao vivo do programa que foi muito legal. Um dia histórico na história da cerveja brasileira. Nesse dia fizemos mais amigos e conhecemos a salumeria Chiari, um lugar que todos que vão a Belo Horizonte devem conhecer.

Abril/2012

Participamos do 3º Beer Day, foi muito divertido e o pessoal tomou Wäls Petroleum como nunca. Não tinhamos Petroleum pronta, por conta do Festival Nacional, mas levamos outras receitas nossas como a Grand Cru, Ciro Silva e Carlos IV. A resposta do público para estas novas cervejas foi super positiva. Nesse Beer Day conhecemos um cara que ia mudar nosso rumo meses depois, Ronaldo Flor, um dos sócios da Gauden Bier, cervejaria que meses depois iria começar a produzir as primeiras cervejas comercias da DUM.

Março/2012

Lançamos um comercial para o lançamento da Wäls Petroleum em Belo Horizonte no Stadt Jever, bar que se transformou no Pub oficial da Wäls na capital mineira.
No dia 15 de março, as primeiras canecas de Wäls Petroleum foram servidas para o público que adorou e acabou com os barris que lá estavam. Foi um começo impressionante para nós.
O lançamento da Wäls Petroleum em Curitiba foi no dia 21 de março. Um barril de 50 litros e 15 caixas vieram de Belo Horizonte para este dia. Em 100 minutos, tudo acabou. Foi ainda mais impressionante para nós.
Dois dias depois, rumamos a Blumenau para outra edição do Festival Nacional da Cerveja, dessa vez com uma outra experiência usando a Petroleum. Fermentamos o mesmo mosto com 4 fermentos diferentes: S-04 (o original), Edinburg, London ESB e Pilsner Urquell, acabamos por gostar mais do original e mantivemos na receita. Com o primeiro lote da Wäls Petroleum ganhamos uma medalha de ouro no estilo Russian Imperial Stout na South Beer Cup.

Fevereiro/2012

O jornalista Roberto Fonseca, que trabalhava no jornal Estado de São Paulo, fez uma enquete com personalidades do meio cervejeiro nacional e a Petroleum foi a cerveja mais lembrada da enquente. Ficamos muito felizes por isso. Esse fato também nos incentivou muito a continuar o sonho da nossa própria cervejaria.
Também lançamos uma série de vídeos gravados no dia da primeira brassagem de Petroleum na Wäls com pessoas que estavam lá no dia acompanhando a Petroleum sendo feita.

Janeiro/2012

A realização do primeiro sonho foi concretizada. A primeira brassagem de Wäls Petroleum foi realizada no último final de semana de Janeiro. Foi um dia inesquecível para nós e para a Wäls. Fizemos muitos amigos em Belo Horizonte, cidade onde temos muitas relações de amizade, graças a famosa hospitalidade mineira.
No dia 26 de janeiro, saiu uma matéria no Jormal Metro em Curitiba, colocando em evidência as cervejas produzidas na cidade. A matéria dizia que Curitiba estava se tornado a Capital Brasileira da Cerveja Especial, talvez um exagero, mas com certeza não dá para falar de Cerveja Artesanal no Brasil sem mencionar Curitiba.

Dezembro/2011

Organizamos a segunda Semana Beneficente da Cerveja Artesanal. Foi um grande sucesso, tal como na primeira edição e realizamos um leilão que aconteceu no dia da “estréia” do Hop’n Roll. Foram arrecadados quase R$ 2300 que ajudaram o Natal do Adelar e a Associação Feminina de Proteção à Maternidade e Infância.

Novembro/2011

Tivemos a honra de conhecer o Jon maddog Hall, ele visitou o parque temático e fizemos um churrasco pra ele. Foi super divertido e ele gravou um vídeo na DUM falando sobre o universo das cervejas artesanais. Sábias palavras desse grande expoente do Linux no mundo e que faz cerveja em casa a pelo menos 20 anos. Ter nossa cerveja provada, e aprovada, por ele foi um marco para nós.
Também participamos do Festival Nacional da Cerveja em Blumenau, onde conhecemos o Pete Slosberg, o mago da cerveja e chocolate, que ficou impressionado com a Petroleum e nos deu dicas valiosas do que poderíamos aprimorar. Tivemos uma reunião com toda a familia Wäls para bater o martelo e definir que em Janeiro de 2012 iriamos fazer a primeira brassagem de Petroleum na Wäls. Levamos para o festival 4 versões diferentes de Petroleum com diferentes níveis de cacau, ainda tem umas perdidas por ai e quem tem não quer beber, definitivamente são exemplares de colecionadores. Além da Petroleum, levamos o nosso primeiro Yeast Wars, onde pegamos o mosto da nossa APA, a John Wayne, e fermentamos com o fermento da Pilsner Urquell. Ali era criada a Jan Kubis, nossa segunda receita que, futuramente, viria ser produzida comercialmente.

Outubro/2011

Participamos do primeiro Wikibier com a Petroleum e mais algumas de nossas cervejas. Foi um evento diferente, pois o público que compareceu ainda não nos conhecia, o que rendeu mais fãs da Petroleum. Durante a festa o José Felipe da Wals fez o convite oficial para produzir Petroleum na Wäls. Ali entravámos para a familia Wäls como eles gostam de dizer.

Julho/2011

Participamos do VI Concurso Nacional das ACervAs em Florianópolis. Chegamos na final da Rauchbier, mas não levamos nenhuma medalha. Mas foi muito divertido e conhecemos um grande expoente do meio cervejeiro, o autor do livro Radical Brewing, Randy Mosher. Ele até gravou um vídeo tomando nossas criações, bem como as cervejas da Morada. E no fim dava a sua perspectiva do mercado cervejeiro brasileiro. Durante a festa de premiação demos uma entrevista para a Fabiana Arreguy do Pão e Cerveja pedindo ajuda para produzir Petroleum em escala industrial.
No dia 20 de julho, comemorávamos o nosso primeiro aniversário, o DUM DAY I. Fizemos na Cervejaria da Vila, um dos nossos bares preferidos de Curitiba. Esperávamos 50 pessoas, foram 250. Até hoje estamos pedindo desculpas para o pessoal que foi e desistiu de ficar tamanha a loucura que transformamos o bar. Foi corrido mas quem teve paciência foi recompensado.

Maio/2011

Fizemos a primeira cerveja duplamente mosturada que tinhamos notícia até então em parceria com  a JunkaBeer, que agora chama-se Morada Companhia Etílica. O resultado foi a APU in Vienna, uma “mistura” da nossa APU com a Double Vienna dos nossos amigos André Junqueira e Fernanda Lazzari. Ainda temos umas garrafas escondidas de nós mesmos para ocasiões especiais.

Março/2011

Saímos numa matéria da Revista VIP que falava sobre cervejas artesanais.

Fevereiro/2011

Participamos do 2º Beer Day no estacionamento do antigo Mestre Cervejeiro, que agora chama-se Templo da Cerveja. Levamos duas versões de Petroleum, uma com cacau e outra com chocolate para fazer uma enquete com as pessoas e decidir qual tinha mais aceitação. A escolhida foi a versão com cacau. Fez um sol de rachar nesse dia em Curitiba, vários amigos ficaram com marcas de óculos na cara e marcas de relógio no braço. Foi engraçado encontrar as pessoas na semana seguinte todas vermelhas do sol. Para variar, nossas cervejas acabaram antes do fim do evento.

Dezembro/2010

Organizamos a primeira Semana Beneficente da Cerveja Artesanal, as cervejarias doaram suas cervejas que foram vendidas e o dinheiro arrecadado ajudou o Natal do Adelar.

Novembro/2010

Participamos do Festival Nacional 2010, levamos Petroleum e conhecemos muita gente do meio graças ao ouro negro: Marcelo Carneiro, Juliano Mendes, Stephen Beamount, dentre outros. Ali a brincadeira começava a tomar um caminho mais sério, mesmo que sem querer. Nesse festival que o José Felipe da Wäls conheceu a Petroleum e levou umas garrafas pra casa.

Setembro/2010

Participamos do nosso primeiro festival de cerveja, o Curitiba Homebrewers Fest. Levamos 5 cervejas: John Wayne, Petroleum (que desapareceu em menos de uma hora), Moules, APU e D’ábel. No meio da tarde, todas as nossas cervejas acabaram, provando que o pessoal gosta mesmo da nossa cerveja.

Julho/2010

DUM Cervejaria é criada em Curitiba na churrasqueira da casa do Murilo. As panelas de 117l foram compradas e sai a primeira cerveja, a John Wayne.
A primeira Petroleum é feita na lendária brassagem de 24 horas. Foi a nossa segunda receita, que exageramos “um pouco” na quantidade de malte e demorou 12 horas pra filtrar.