22 cervejas da DUM no DUM DAY VII

Postado em jul 12, 2017

Nunca antes na história desse país um DUM DAY teve tantas cervejas da DUM. Serão 22 cervejas! Isso mesmo, VINTE E DUAS! Segure-se aí e preste atenção neste breve resumo: 12 Petroleums, 7 cervejas colaborativas (sendo uma delas com lançamento também em garrafas), o primeiro lançamento da série 3 e Meio em garrafa de 600ml e as já tradicionais Jan Kubis e Grand Cru.

Foto por Daniela Carvalho

Muitas novidades, não?! Então vamos falar um pouco mais sobre todas essas cervejas.

12 Petroleums

Petroleum – A receita foi desenvolvida em 2010, quando não existiam Imperial Stouts desse calibre no Brasil. A cerveja é negra como o petróleo e tem adição de cacau e aveia. Seus 12% de teor alcoólico estão bem inseridos com notas aromáticas marcantes de café e chocolate meio amargo, provenientes dos maltes tostados e adição de cacau belga.
Petroleum Amburana, Castanheira e Carvalho Francês – A famosa receita da DUM foi envelhecida por 9 meses em barris de Amburana, Castanheira e Carvalho Francês. Utilizados pela Cachaça Porto Morretes, os barris conferiram a cada uma das 3 variações toques das madeiras e das cachaças que abrigaram anteriormente.

Na Petroleum Baunilha,  o torrado marcante da Petroleum é suavizado pela baunilha que lembra um cappuccino, achocolatado e café com leite. A nota triste é que as favas correm risco de não mais entrarem no Brasil. Saiba mais sobre esse absurdo aqui.

Petroleum Urfa, Chipotle e Pimenta da Jamaica – Essas cervejas levam a conceituada receita da Petroelum com adição de algumas pimentas. Em cada combinação, toques distintos provenientes de cada pimenta. A Urfa é uma pimenta defumada e fermentada proveniente da Síria, mais aromática do que picante. A Chipotle é uma pimenta defumada de sabor forte muito usada em pratos da culinária mexicana. Já a Pimenta da Jamaica é proveniente do país que lhe confere o nome; fruto de uma árvore, quase não é picante e tem um aroma complexo e adocicado.

Petroleum Menta, Canela Cássia, Cacau Duplo e Café Catuaí Vermelho – A receita da Petroelum com adição de algumas especiarias que conferem características únicas a cada combinação.  Na Petroleum Menta, o clássico sabor da Petroleum recebe um toque de menta e cascas de limão. A Petroleum Canela Cássia, usa a Canela Cássia para dar ainda mais complexidade à famosa cerveja. A Petroleum Cacau Duplo, usa cacau orgânico produzido no Brasil acentuando ainda mais sua presença. Já a Petroleum Café Catuaí Vermelho, faz uso de Café Catuaí Vermelho do Franck’s Ultra Coffee, que foi maturado em barris de cachaça Porto Morretes.

Foto por Daniela Carvalho

7 colaborativas

Pensando em novidades para a festa, a DUM realizou 7 sete cervejas colaborativas com cervejeiros de todo o país. A Powstanie Warszawskie, feita em parceria com a Smedgård (MG), leva centeio, cevada e os lúpulos poloneses Iunga e Vermelho. É leve, refrescante, aromática e faz referência às antigas cervejas continentais do Leste Europeu. Além de ser servida em chope será também lançada em garrafas.

A Catharina Sour Macunaíma foi desenvolvida em conjunto com o The Liffey Brew Pub de Palhoça (SC). Essa cerveja acidificada com cepa de Lactobaccilus Plantarum e maturada com fruta maná-cubiu, é suave, refrescante e com acidez equilibrada.

A Kubis SP 330, é uma Red Pale Ale muito lupulada fruto da parceria com a Cervejaria SP 330 de Ribeirão Preto (SP). A base para criação desta cerveja foi a receita da Jan Kubis na qual foi substituído o fermento Lager pelo fermento Ale

A Da Vinci, segue uma antiga receita da DUM da época das panelas. Produzida colaborativamente com a cervejaria experimental da Agrária Malte em Entre Rios (PR), é uma cerveja de trigo forte, produzida em rampa especial de Maltase.

A Flame Out Session IPA, parceria entre a  DUM e Araucária de Maringá (PR) tem lupulagem única de 10g/L no final da fervura.

A Rauch Hot Chili Bacon tem caráter defumado, semelhante a bacon, misturada com as características maltosas abundantes nesta cerveja. Feita em parceria com a Cathedral de Maringá (PR), leva um mix de pimentas que proporcionam um distinto equilíbrio entre picância e aroma de fumaça.

A Diesel é uma Imperial Rye Lager, com potentes 7,8% de teor alcoólico, bastante centeio e características de maltes escuros produzida em parceria com a Armada de São José (SC). Como é uma cerveja escura, mas com um pouco menos de álcool que a Petroleum, nasceu a brincadeira com o nome Diesel.

Nova série de cervejas

A 3 e Meio Polak 2.20 é a primeira de uma série de cervejas para tomar a qualquer momento. Nessa versão os cervejeiros da DUM usaram os lúpulos poloneses Iunga e 2.20. A cerveja, que será lançada na festa, também será distribuída como cortesia da primeira dose do evento.

Cervejas de linha

Não poderiam faltar na festa as outras duas cervejas “da linha” da DUM, A Jan Kubis e Grand Cru. A Jan Kubis é uma cerveja aromática, com final seco e amargo. Perfeita para os dias de calor, possui um teor alcoólico de 5,3% e IBU de 53, além de um alto drinkability. A Grand Cru é uma “double witbier” que leva trigo, aveia, cascas de laranja frescas, sementes de coentro e fermento belga. Seu teor alcoólico é de 8,8% e seu IBU é de 35.

Para acompanhar as cervejas, a parte gastronômica contará com hambúrgueres do Whatafuck e batatas do Roots. Além disso o evento terá outras opções, como pratos elaborados por chefs paranaenses. Dentre os doces, estão os Kurtos Kalacs e os sorvetes da Gelataio.

Os ingressos antecipados já estão no segundo lote e podem ser adquiridos exclusivamente pela internet no link 

Serviço:

Data: 22 de julho de 2017;
Local: Museu Oscar Niemeyer – Salão de Eventos – Rua Mal. Hermes, 999, Curitiba – PR;
Horário: das 12h às 22h;

Ingressos:

Todos os lotes têm meia-entrada.*
Quando um lote de ingressos acaba, muda automaticamente para o próximo lote.
A primeira 3 e meio Polak 2.20 Lager é por nossa conta!
Mais de 80 chopes!
Doses de 150 ml: a partir de R$ 3,00

* Regras para a meia-entrada: 40% do total dos ingressos podem ser meia entrada. Quem tem direito são estudantes do ensino fundamental, médio e superior – público e particular – (Lei Estadual 11.182/1995); idosos – com idade igual ou superior a 60 anos – (Lei Federal 10.741/2003 – Estatuto do Idoso); doadores de sangue registrados em hemocentro e bancos de sangue de hospitais do Estado (Lei Estadual 13.964/2002). Professores da rede de ensino público e particular do Paraná (Lei Estadual 15.876/2008) também têm direito à meia-entrada, pagando assim a metade do valor estipulado ao público geral para o ingresso a espetáculos culturais, eventos esportivos, cinemas, exposições, entre outros. Na hora da aquisição do ingresso, devem, no entanto, apresentar os documentos comprovando a sua condição junto à bilheteria.