Dum Day e resumo do nosso primeiro ano

Postado em out 17, 2011

Ficamos um tempo sem atividade aqui no blog, muita coisa aconteceu e realmente não estamos conseguindo atualizar com mais frequência. Vamos tentar retomar as atividades por aqui, recapitulando os últimos acontecimentos:

  • Aconteceu o Dum Day, festa do nosso primeiro ano de aniversário.
  • Mudamos todo nosso equipamento para o Dum Furacão.
  • Brassamos algumas cervejas.
  • Estamos voltando parte do equipamento para o Parque Temático Dum.
Como são muitos assuntos vamos por partes:
Dum Day
Para comemorar nosso primeiro ano, convidamos nossos amigos para uma confraternização na Cervejaria da Vila, que superou todas as nossas expectativas, por três motivos:
Primeiro: Porque o Bruno da Cervejaria da Vila gostou da idéia de primeira e deu apoio total.
Segundo: Porque todos nossos amigos cervejeiros queriam participar com suas cervejas também, foi uma honra para nós poder contar com as cervejas deles no nosso primeiro aniversário.
Terceiro: Pela participação em massa da galera que veio prestigiar e conhecer novas cervejas. Apoiando o movimento revolucionário pela cerveja artesanal..
Realmente não esperávamos tanta gente, ficamos muito felizes pelo carinho e pedimos desculpas por aqueles que ficaram na fila pra pegar um chopp. Muitos amigos tiveram que ir embora por ter compromissos ou pelo tamanho da fila mesmo. Só quem teve muita paciência foi recompensado.
Entretanto, na próxima edição faremos um jeito de agilizar o atendimento e estaremos melhor preparados. Realmente não esperávamos mais de 50 pessoas, e por lá passaram mais de 200. Aqui fica nosso muito obrigado.
E também não podemos deixar de listar aqueles amigos que couberam e puderam levar suas cervejas:
Tivemos alguns amigos que queriam levar a cerveja, mais infelizmente não tinha bicos suficientes, mas vamos melhorar isso pro próximo ano também. E aproveitamos a deixa para levar algumas garrafas que tinhamos guardado como uma John Wayne de um ano, a Jambreiro Cerevisiae Lundii, algumas Göttin Bier, outras Ozean e mais algumas que estavam na geladeira do parque temático.
Como estamos falando da festa de primeiro ano, vamos resumir-lo em números:
  • 30 brassagens
  • 11 receitas diferentes: APU (American IPA), Petroleum (Russian Imperial Stout), John Wayne (APA), Dirty Harry (Porter), Da Vinci (Weisenbock), Moules (Belgian Blonde Ale), Blanché (Wit), Gran Cru (Gran Cru), Leviana (Pilsen), Dumfumada (Rauchbier) e Dabel (Belgian Strong Golden Ale).
  • aproximadamente 3000 litros de cerveja produzidos.
  • participação em 4 festivais de cerveja (Curitiba Homebrewers Fest, Festival Nacional da Cerveja, Beer Day, Encontro nacional das ACervAs)
  • entrevista do Murilo no Pão e Cerveja (Obrigado Dlab!)
  • Nenhuma medalha.
  • 3 Videos no youtube.
Enfim, muito barulho, alguma cerveja e bastante diversão. Muita gente tomou nossa Petroleum e realmente gostou. Alguns de gabarito no meio cervejeiro, que não iam falar bem só pra agradar. Eles realmente gostaram. Isso foi algo muito legal, as pessoas sempre nos procurando pra comprar, ou simplesmente para tomar um gole. Estamos procurando um parceiro pra fazer em grande escala e isso vai acontecer em breve.
As nossas participações nos festivais também foram muito legais, conhecemos muita gente. Pessoas como o Marcelo Carneiro, que até então parecia inacessível (dono da Colorado, distância, enfim) e no fim acabamos conhecendo não só ele como a Bia, Patrick, Japonês, João Becker, ou seja, muito mais do podíamos esperar. Esse é só um exemplo, tem vários: Zé e toda a galera da Wals, os irmãos Falcone com a sua Falke, a Fabiana do Pão e Cerveja, Paulo Schiaveto, dentre tantos outros e até uns gringos conhecemos, o grande Randy Mosher, só pra citar um. Sendo assim fica a dica, não perca os festivais perto de você. Vale MUITO a pena.
Conhecemos muita gente em Curitiba por conta da cerveja também, que acabaram por ser nossos amigos: Samuel, Paulo, Rafael David e toda a galera da BodeBrown, Junka e Fer da JunkaBeer, o casal Tormenta, Ogre bier, Dirty Ol’ Bastard, Fucking beer, Gottin Bier, dentre muitos outros. Além da galera dos bares: Cervejaria da Vila, Clube do Malte, Saaz, Templo da Cerveja, Realejo e por ai vai.
Nesse primeiro ano, nos dedicamos a aprender como fazer cerveja e desenvolver as nossas receitas, algumas já estão bem encaminhadas, como a Petroleum, mas sempre tem o que melhorar. Vamos continuar com esse trabalho, criando e aprimorando nossas receitas para num futuro próximo fazê-las no nosso próprio brewpub.
O objetivo por enquanto é criar e reproduzir as nossas receitas. Ok, tem um pouco de diversão e churrasco também com os amigos. Um pouco é vendido para pagar os custos de produção e compra de novos equipamentos. Vamos tentar vender mais nesse próximo ano, quem sabe pra outras cidades também.

Comentários

  1. Alexandre Leme (@amvleme) disse:

    Parabéns pela conquista!! Ainda não tive a oportunidade de provar nenhuma cerveja de vocês…quem sabe em breve! Conheci vcs através de um degustwit do BOB!

    Parebéns pela dedicação! Viva la revolucion!

  2. edi disse:

    não sei se é problema aqui no meu computador mas parece que tem uma parte do texto duplicado. viva a dum , viva la revolucion!

    1. Murilo disse:

      Cara… testei em tres navegadores diferentes e pedi pra outras 2 pessoas olharem pra mim la da gringa e ninguém viu texto repetido. Voce pode me dizer aonde que isso aconteceu? Valeu!

      1. edi disse:

        então pelo jeito era o meu pc mesmo eheheheh aqui no trampo tá tudo certo

        1. luizfelipe disse:

          Era nada!!! Arrumei durante a madrugada!!! Valeu Edi

  3. Samanta disse:

    Parabéns Murilo!!! Eu estava lá quando você ainda era um “novato” na arte de fazer cerveja e já era uma delicia!!! Imagina só agora! Me convida pra o proximo evento que tiver que com certeza subirei a serra pra te prestigiar!

    Beijos!!

    1. Murilo disse:

      Oiiii Sá! Qnt tempo!

      Então o próximo evento é nesse sábado dia 22/10. Mais informações aqui: wikibierfestival.com.br.

      Vai ter mais de 100 cervejas, do Brasil inteiro e do exterior.

      Apareça! 🙂

  4. Murilão, me lembro quando conheci você e o Marco na Padoca em Floripa. De lá pra cá foram-se 3 anos. Então essa história da DUM é uma marca que cresceu com você antes mesmo de existir. Nós da Wäls ficamos extremamente honrados por sermos citados em sua dissertação, pq acreditamos que juntos com muitos outros estamos conquistando o paladar do consumidor de cervejas. Obrigado por fazer sua parte, 3.000 lts de cerveja de verdade não é para qualquer um não ! Parabéns. Saiba que boas novas sempre estão por vir…

    Abraços,

    José Felipe Carneiro
    Mestre Cervejeiro Wäls

    1. Murilo disse:

      Valeu Zé!

      Estamos juntos na luta pela democratização da boa cerveja no Brasil. Vocês são um exemplo pra gente! Valeu mesmo!

  5. Parabéns, pessoal! Muitos anos de vida para a Dum e Petroleum para todos… Desejo mais cervejas deliciosas e crescimento para vocês!

    abracos,
    Bernardo

  6. Thiago Damasceno disse:

    Boa noite. Sou colecionador de cervejas e estarei em Curitiba nestas próximas quarta e quinta-feira (09 e 10/11). Tenho a intenção de visitá-los, bem como de adquirir exemplares de seu acervo. Desde já, muito obrigado pela atenção. Aguardo resposta.

  7. Henry disse:

    Parabéns pelo sucesso e esforço! Provei a DUM no festival de Blumenau, no ano passado. Show de bola. Quero provar novamente em breve!

    1. luizfelipe disse:

      Obrigado!
      Estaremos novamente em Blumenau esse ano e teremos algumas novidades, apareça.

  8. Thiago Damasceno disse:

    Parabéns por tudo! Murilo, muito obrigado pela atenção da resposta. Minha ida até Curitiba foi muito corrida e não consegui entrar em contato de maneira adequada. Na próxima, com certeza, avisarei com mais atencedÊncia para que você possa guardar umas garrafas pra mim.

    1. Murilo disse:

      Apareça… Aposto que não provou todas as cervejas dos Revolucionarios. Tem muito coisa boa pela frente.

      Abraço.