Resultado do painel do Bob: Petroleum “a cerveja mais lembrada de 2011”

Postado em fev 9, 2012

Durante o começo deste ano, o jornalista Roberto Fonseca que escreve sobre cervejas para o caderno Paladar do jornal O Estado de São Paulo, publicou 60 opiniões sobre os melhores de 2011 em várias categorias em seu blog.

Bob no #degustwit servindo a Petroleum

Bob no #degustwit servindo a Petroleum

Ele já tinha tomado a Petroleum nesse #degustwit. E seguimos sua recomendação, estamos testando em barril de madeira.

Apesar dele ter dito no twitter para não contar os votos, e que eles não teriam efeito de prêmio e sim um painel sobre 2011, resolvemos contá-los da mesma maneira. Como ele deu o furo na noticia da Wäls Petroleum, esperamos que ele não fique chateado por isso, principalmente com as camisetas que mandamos fazer.

Gostariamos de agradecer à todos que lembraram da Petroleum, ficamos muito felizes e de certa forma surpreendidos, pois é uma cerveja forte e que foi feita para o nosso gosto!

Depois de contar os votos do painel, constatamos que fomos lembrados 17 vezes na categoria de Melhor Cerveja Caseira, também foi a cerveja com mais votos em todas as categorias. A segunda foi a Schiehallion da Harviestoun com 15 votos. E em terceiro temos um empate, Bierland Vienna e Seasons Green Cow IPA com 14 votos.

Separamos os links daqueles que falaram da Petroleum:

Petroleum

Petroleum

 

 

”  … foi a cerveja que mais me surpreendeu esse ano “ – Humberto Ribeiro Mendes Neto, cervejeiro da Jambreiro e presidente da ACervA-MG.

“…., a DUM, que é uma excelente cerveja, potente e marcante, …” – confraria cervejeira Female Carioca, do Rio de Janeiro (RJ).

“…, no Festival Brasileiro da Cerveja em Blumenau, degustei uma imperial stout muito potente, a DUM Petroleum. Muitas notas de café, álcool, cremosidade. “ – Cilene Saorin, de São Paulo (SP), mestre-cervejeira, bier someliére e representante da academia Doemens na parceria com o Senac que criou o curso de Sommelier de Cervejas

“Não provei muitas, mas das que provei, a DUM Petroleum se destaca muito.” – Kathia Zanatta, beer sommeliére do site de vendas cervejeiras Clubeer, de São Paulo (SP)

“Uma cerveja digna de prêmio!” – Fabiana Arreguy, do programa Pão e Cerveja, da Rádio CBN, de Belo Horizonte (MG)

“Provei muita caseira excelente esse ano, portanto a escolha é bem difícil. Mas a que continua me surpreendendo é a Petroleum, da DUM. Cerveja barra pesada, com muita presença de café e chocolate, o que esconde o alto teor alcoólico com muita competência.” – Alexandre Mello, presidente da Acerva-SC

“DUM Petroleum. Meu primeiro contato com ela foi no Brasil Brau, e desde então sempre procuro a Petroleum
nos festivais a que vou.”
 – Raphael Rodrigues, do site Allbeers, representante brasileiro do site Ratebeer.com e que atua na parte de mídias da importadora Tarantino

“DUM Petroleum.  Experimentei fantásticas cervejas caseiras, que me surpreenderam de várias formas. Estilos ousados, complexidade e métodos de produção complexos. Faria aqui uma lista com mais 10 que me chamaram atenção, no mínimo. Mas a Petroleum é uma cerveja que se destacou, mantenho em minha casa um pequeno estoque.” – Thiago e José Felipe Carneiro, da Wäls, de Belo Horizonte (MG)

“Mas a tarefa é árdua e a escolha, necessária. Representando os homebrewers do Brasil, que são o “laboratório” da cerveja nacional, serei regionalista mais uma vez e ficarei com a Petroleum, da DUM Cervejaria. Uma das ótimas produções aqui do Paraná, do tipo que você faz questão de degustar novamente, novamente, novamente…” – Luís Celso Jr., da coluna Bar do Celso, do jornal Gazeta do Povo (PR)

“Provei muito poucas. Uma que me agradou eu provei no Festival Brasileiro da Cerveja foi a Petroleum, da DUM.” – Eduardo Passarelli, dono do blog Edu Recomenda

“DUM Petroleum, cerveja com muita personalidade, longo processo de preparo e bela apresentação. Uma Imperial Stout de muito respeito.” – Paulo Rogério Bettiol, consultor da Cervejaria Bierland e dono do site Obiercevando

“DUM Petroleum, de Curitiba. Não deve nada para as melhores Imperial Stouts que já provei.” – Rodrigo Campos, do blog Paraquevocerveja, de Fortaleza (CE)

“Petroleum, da Cervejaria DUM, de Curitiba (PR). Como nos disse o próprio Felipe (Luiz Felipe Camargo Araujo. um dos responsáveis pela produção), ela cobra cada gole: densa, toffee evidente, excepcional.” – Marcelo Vesoloski e Gabriela Benedini, proprietários do bar/loja Empório Biergarten, de Ribeirão Preto (SP)

Algumas pessoas foram mais diretas e apenas deram seu voto, tais como: Daniel Wolff, Marcelo Carneiro, Paulo Almeida e o Leonardo Botto.

Ainda levamos um voto em uma outra cerveja nossa chamada Jan Kubiš, veja o comentário do André Junqueira“DUM Jan Kubiš. Essa foi uma versão lager da John Wayne da DUM, fermentada com levedura da Pilsner Urquell.”

O Bernardo Couto, do Homini Lupulo, disse algo para nos honrar também: “Como a DUM Petroleum se torna quase hors-concours, puxo a sardinha para o meu lado”

E assinamos embaixo do que o Ricardo Rosa escreveu no seu voto. Ele resumiu em poucas palavras o que pensamos sobre cerveja.

” Afinal, uma das maiores motivações pra gente fazer a nossa própria cerveja é fazer uma ao nosso gosto! Aí não fica tão difícil escolher a nossa própria cerveja como a melhor.  Faça a sua própria cerveja!!!” – Ricardo Rosa, do blog Cervejarte, do Rio de Janeiro, que já participou da elaboração de cervejas para a Colorado (SP) e DaDoBier(RS), esta inclusive mencionada nas melhores ale do Brasil, a DaDo Bier Double Chocolate Stout.
Gostaríamos muito de agradecer a todos que nos ajudaram a divulgar a Petroleum e o resultado disso está aqui, a cerveja mais lembrada na enquete de um dos maiores blogs do País. E ainda por cima, sendo produzida em escala industrial na Wäls e que, em breve, estará disponível pelo Brasil afora.
Segue a lista dos votos somados.

 

Melhor lager nacional
14 – Bierland Vienna
13 – Bamberg Camila, Camila
7 – Wäls Bohemian Pilsner
3 – Eisenbahn 5
3 – Way  Amburana Lager
3 – Bamberg Rauchber
2 – Falke Diamantina
2 – Bamberg Helles
1 – Bamberg Bock
1 – Bamberg Schwarzbier
1- Heilige/Seasons Oktoberfest
1- 3 Lobos American Pilsen
1- Abadessa Helles
1- Abadessa Export
1- Lund Munich Dunkel
1- Coruja viva
1- Eisenbahn Oktoberfest
1- Eisenbahn Dunkel
1- Vienna Lager da Morada
1- Wensky Beer Vienna Lager
1- abstenção

 

Melhor ale nacional
14- Seasons Green Cow IPA
7- Bodebrown Wee Heavy
7- Colorado Ithaca
5- Wäls Brut
5- Way APA
3- Way 8S
2- Wäls Tripel
2- Bamberg Alt
2- DaDo Bier Double Chocolate Stout
2- Backer 3 Lobos Exterminador
2- Bodebrown Perigosa IPA
1- Colorado Indica
1- Seasons Cirilo Coffe Stout
1- Backer 3 Lobos Imperial Porter
1- Backer Medieval
1- Eisenbahn Weizenbock
1- Anner Bier Maria Degolada
1- Schornstein IPA
1- Bierland Strong Golden Ale
1- Abadessa Hildegard von Bingen Weizenbier

 

Melhor lager importada para o Brasil
15 – Schiehallion da Harviestoun
13 – Brooklyn Lager
10 – Pilsner Urquell
4 – Samuel Adams Boston Lager
4 – BrewDog 77 Lager
2 – Samichlaus Bier
2 – Paulaner Salvator
1 – Schlenkerla Rauchbier
1 – Brooklyn Pilsener
1 – Aecht Schlenkerla Rauchbier Märzen
1 – Einbecker Ur-Bock Hell
1 – Rogue Irish style lager
1 – Primator Premium, da República Tcheca
1 – Bernard Dark
1 – Heineken keg 5 litros
1 – Rothaus Märzen Export Eis Zäpfle
1 – Kaiserdom Schwarzbier

 

Melhor ale importada para o Brasil
9-Rodenbach Grand Cru
6 – Brooklyn Sorachi Ace
5 – Brewdog Punk IPA
4 – Rochefort 10
2 – Rogue Chipotle Ale
2 – Brewdog Hardcore IPA
2 – Rodenbach Gran Reserve
2 – Brooklyn Black Ops
1 – AB06 da Brewdog
1 – Flying Dog Double Dog
1 – La Trappe Witte
1 – La Trappe Quadruppel oak aged
1 – Brewdog 5AM
1 – Meantime Yakima Red
1 – Gulden Draak
1 – Rothaus Hefeweizen
1 – Delirium Nocturnum
1 – Kwak
1 – Orval
1 – Infinium, Samuel Adams com Weihenstephaner
1 – St Feullien Grand Cru
1 – Schneider Weisse (todas)
1 – Schneider Weisse TAP 5/Meine Hopfenweisse
1 – St. Feuillien Saison
1 – versões chope da La Trappe
1 – Chimay Red
1 – La Trappe Tripel
1 – Gonzo Imperial Porter
1 – St. Bernardus 12
1 – Anderson Valley Polleko Gold
1 – Achel Trappist 8
1 – Straffe Hendrik Quadrupel
1 – Ola Dubh 40
1 – Schneider Aventinus Weizen-Eisbock
1 – Achel Brune
1 – Rogue Captain Sig’s Northwestern Ale

 

Melhor cerveja caseira
17 – DUM Petroleum
4 – Dama da Noite Barley Wine
2 – Grimor 3, de Minas Gerais
2 – Scolat do cervejeiro Pablo Carvalho.
2 – Hi-5 Black IPA
1 – APA com single hop de Chinook, feita pelo Mauro Nogueira e pela Luciane Tavares
1 – integrantes da ACervA-PE
1 – Dry Stout Montfort
1 – B’IPA da Sinnatrah
1 – Jambreiro Cerevisiae Lundii
1 – “Tchê Loco RuibirIPA”
1 – Morgentau, de Marcel Pabst
1 – DUM Jan Kubiš
1 – Jambreiro Bâdil
1 – Schwarzbier defumada(autor desconhecido)
1 -Double Vienna da Junkabier
1 – Nunes & Levy Toicinho
1 – Quadruppel,  Mühl Bier
1 – Hopium
1 – Alessandro Ren, do RS e  de Guilherme Galhardo, de SP.
1 –  “Intoxication IPA”
1 –  uma tripel feita pelo Eduardo Manetta
1 – “Cerveja Histórica”, do meus amigos Gino Rigo e José Luis Leal, médico e cervejeiro artesanal, produzida em Vitória (ES)
1 – Bretta Framboesa – Drei Adler
1 – Alessandro Ren Vienna Lager
1 – Anner Maria Degolada
1 – Sauber Beer Pumpkin Ale, de Mogi Mirim (SP)
1 – A Inveja de Baco, do Ricardo Rosa (RJ)
1 – Brasserie Montfort Double Cascadiam
1 – A DSC, feita pelo sr. Carlos Horbe
1 – Diefen Bier, produzidas pelos Diefenthäeler
1 – Maltemoiselles Love Weiss
1 –  Barley Wine dos irmãos Rafael e Daniel Diefenthäler
1 – Tranquilus APA,  Alessandro Ren

 

Melhor cerveja 2011, aqui ou lá fora
5 – Falke Bier Vivre Pour Vivre
3 – Brooklyn Sorachi Ace
3 – Bodebrown Wee Heavy
3 – Brooklyn Black Ops
2 – 8S Way
2 – Rodenbach Grand Cru
2 – Fullers Vintage Ale
1 – Surly Furious
1 – Stone Ruination Double IPA
1 – Imperial IPA da Anderson Valley
1 – Infinium
1 – Sierra Nevada Fritz And Ken’s Ale Imperial Stout
1 – Double Chocolate Stout da Dado Bier
1 – Bodebrown Hop Weiss
1 – Wäls Quadruppel
1 – Leffe Blonde
1 – Melomel de jabuticaba Freyja Tears
1 – St Feuillien Grand Cru
1 – Harviestoun Ola Dubh 40
1 – Pliny the Elder
1 – Lindemans Gueuze Cuvée René
1 – Dogfish Head 120 Minutes IPA
1 – Seasons Green Cow IPA
1 – Dogfish Head – Chateau Jiahu
1 – Bush de Nuits
1 – Allagash Curieux
1 – Chimay Tripel, lá em Chimay
1 – Odell Friek
1 – Stone Vertical Epic 11.11.11
1 – Brooklyn Blast IPA
1 – Colorado Índica
1 – Bashah 2009 Highland Park and Black Raspberry Reserve
1 – Firestone Walker Parabola
1 – Maximator Doppelbock
1 – Boon Oude Geuze Mariage Parfait
1 – Duvel Tripel Hop
1 – Bamberg Camila, Camila
1 – Labyrinth Black Ale
1 – DogFish Head Palo Santo
1 – Colorado Vixnu
1 – Wäls Brut
1 – Chimay Grand reserve 1999
1 – Zoombie Dust FFF
1 – Stone Vertical Epic 11.11.11 (Stone Brewing, California, EUA)
1 – Avery Dihos Dactylion Cabernet Sauvignon Barrel-Aged Sour Ale
1 – Pannepot Grand Reserva 2005
1 – Season’s Green Cow IPA
1 – Fantôme Magic Ghost
1 – Malheur 12
1 – Labyrinth Black Ale, da Uinta Brewing (EUA)
1 – Struisse Kabert
1 – Westvleteren Blond
1 – Birrificio del Ducato Luna Rossa